5 erros comuns na gestão de operação de TI

5 erros comuns na gestão de operação de TI

Erros comuns na gestão de operação de TI

Ano após ano a área da Tecnologia da Informação vem se tornando peça cada vez mais vital nas empresas. Capaz de agilizar os processos internos e externos, esse campo tem impactado o desempenho das companhias. Essa alta demanda faz crescer as responsabilidades dos profissionais especializados no assunto. Por conta disso, a gestão de operação de TI se mostra necessária para evitar prejuízos para a organização.

Com o aumento da importância desse mercado, é preciso compreender a mudança de paradigmas que os avanços das tecnologias trouxe nas últimas décadas. De parte pequena, a TI cresceu e hoje não é parte auxiliar, mas sim a protagonista das organizações. A transformação digital que se esperava no mercado já ocorreu e agora é hora de compreender o novo cenário.

Um dos grandes motivadores para a necessidade de uma boa gestão de operação de TI é o fluxo de trabalho mais intenso. Muitas vezes sobrecarregados, os profissionais de TI veem a produtividade cair quando a demanda aumenta e não se tem uma organização para gerir o tempo e as metas estipuladas.

O VUCA e o mundo da TI

As transformações constantes modificam o campo da Tecnologia da Informação diariamente. Tudo isso dificulta a vida dos profissionais da área, que passaram a lidar com um sentimento contínuo de imprevisibilidade.

Esse contexto abriu espaço para o surgimento do termo Mundo Vuca (Vuca World, no original), sigla que tem origem em quatro palavras (Volatilidade, Incerteza, Complexidade e Ambiguidade) e serve para definir os principais desafios dos profissionais do TI. Confira o significado de cada um dos termos

  • Volatilidade: O conceito define, basicamente, a velocidade com a qual o mundo muda. Por conta dessa liquidez, não é possível fazer previsões sobre como andará o mercado nos próximos anos, por exemplo;
  • Incerteza: Aliada à Volatilidade, a Incerteza é outra característica do Mundo Vuca. Ela representa as dificuldades que podem aparecer na hora de definir tendências e assim tomar melhores decisões;
  • Complexibilidade: A grande evolução do mundo da tecnologia traz também alguns problemas. Com novas tecnologias agora sendo interligadas, é preciso se desdobrar para adquirir os conhecimentos necessários para poder agir;
  • Ambiguidade: O ritmo de novos acontecimentos trazendo profundos impactos no mercado cresceu devido ao mundo da tecnologia ser plenamente globalizado. Neste necessário de incerteza, é possível olhar uma mesma situação por diversas óticas e todas elas parecem certas devido à complexibilidade da situação. Ambíguo, esse cenário torna o momento da definição da ação correta complexo.

A importância da gestão de operação de TI

Com os desafios trazidos pelo Mundo VUCA, a única saída para manter a agilidade da empresa é apostar em uma gestão de operação de TI cada vez mais capacitada. Se bem alinhada aos interesses do negócio e ao cenário do mercado, essa gestão pode garantir a manutenção dos crescimentos dos empreendimentos.

A aposta em uma administração mais consciente do seu papel na companhia garante bons frutos para a empresa. Um dos principais é a satisfação dos clientes, que vê os serviços solicitados sendo entregues no tempo correto e sem erros. Mais organizada, a empresa passa a ter uma dinâmica de trabalho mais ágil e assim resolver os problemas ou aplicar as sugestões de melhorias solicitadas.

É possível ver impactos notáveis de um bom trabalho organizacional internamente. Uma gestão de operação de TI alinhada ajuda a empresa a diminuir custos de operação e dá respaldo para decisões importantes com base em dados e pesquisas.

Erros comuns na hora do gerenciamento de operações de TI

1) Não fazer o planejamento adequado

Uma gestão de operação de TI que não se preocupa em planejar os próximos passos da empresa expõe toda a equipe a imprevistos a mudanças repentinas.

2) Não estruturar um orçamento

Como qualquer tipo de gestão, a administração das operações de TI precisa estar atenta para evitar todo e qualquer erro relacionado a parte financeira da empresa. Por conta disso, cometer erros na hora de estipular um orçamento ou mesmo não fazer nenhum planejamento financeiro pode gerar verdadeiros pesadelos por conta de novos gastos não previstos que possam surgir.

3) Não resolver problemas encontrados pelos usuários

Depois de fazer uso de um site ou programa – por exemplo -, e encontrar erros, os usuários podem não mais voltar para uma nova visita. Por conta disso, é preciso que sugestões de melhorias enviadas pelos mesmos sejam corrigidas o mais rápido possível. Além de evitar que novas pessoas vivenciem os mesmos problemas, isso facilita com que uma pessoa impactada por falhas veja a melhoria e faça um novo acesso.

4) Não usar indicadores e desprezar a inteligência de dados

Os famosos KPI’s (Key Performance Indicator, ou Indicadores-chave de desempenho, na tradução) mostram possíveis caminhos futuros para a empresa e apresentam os resultados após determinados períodos. O não uso deles deixa a gestão de operação de TI a mercê de achismos ou chutes. Assim, se faz necessário dar atenção para essa área e usar essa expertise para alavancar os resultados da empresa.

5) Não renovar ou atualizar sistemas, tecnologias e serviços

Não é difícil encontrar gestões que não se atentem a manter seu sistemas atualizados ou mesmos tenham equipamentos defasados em relação aos usados no mercados. Tal atitude impacta a produtividade dos outros funcionários por não os apresentarem a possíveis melhorias encontradas em versões mais recentes.

Outro problema encontrado é o aumento da vulnerabilidade da empresa, uma vez que sistemas defasados são mais suscetíveis a possíveis ataques de invasores. Um bom gestor de TI deve estar sempre atento a possíveis atualizações e renovações em todo o tipo programa ou sistema para evitar ataques hackers, que contam com sistemas obsoletos para agir.

Atue em uma empresa que investe na capacitação em tecnologia

Com mais de 25 anos de mercado, a Cadmus sabe como uma boa gestão de operação de TI pode impactar positivamente uma empresa.

Por conta disso, costumamos incentivar que nossos funcionários evoluam enquanto profissionais. Por meio de nosso Programa de Certificações, disponibilizamos reembolso de até 40% em certificações aplicadas em TI e realizadas após a contratação. Os contratados têm  direito também a 50% de desconto nos cursos e treinamentos da Liga Ágil.

Acesse nosso portal de vagas e candidate-se agora mesmo.